Romeiros antecipam eleições para que a nova equipa possa preparar ano pastoral

João Carlos Leite é recandidato a um novo mandato da Associação Romeiros de São Miguel

A associação Romeiros de São Miguel vai a votos no próximo dia 2 de agosto, numa eleição antecipada para que a próxima equipa possa preparar já o ano Pastoral e João Carlos leite, atual presidente é recandidato.

“A nossa preocupação, que foi apoiada pelos ranchos, foi a de antecipar o ato eleitoral que estava previsto para dezembro de forma a que a nova equipa já pudesse preparar o ano pastoral com outra tranquilidade”, disse ao Igreja açores o atual presidente.

Os Ranchos de Romeiros estão assim convocados para uma Assembleia Geral eleitoral, a realizar no Açor Arena, Vila Franca do Campo, às 09.30h do dia 2 de agosto. Após a eleição os corpos sociais tomam de imediato posse.

A lista, até ao momento única, é abrangente e procura envolver todos os ranchos nos diferentes órgãos sociais da associação.

Além de João Carlos Leite, a direção será composta por dois vice-presidentes- Paulo Borges, do Rosário da Lagoa e Carlos Cabral, do Pico da pedra. Os secretários serão Paulo Amaral, da Fazenda do Nordeste, Luís Gonçalves da Lagoa e Bruno Figueira de Água D´Alto.

Para a presidência da Mesa da Assembleia Geral é proposto Humberto Bettencourt, de Santo António, Capelas e para o Conselho Fiscal Norberto Leite, da Pedreira do Nordeste.

A antecipação das eleições foi aceite no retiro de Janeiro,  que é um dos momentos altos da vida deste movimento com o retiro anual conjunto da associação com vista à preparação das Romarias Quaresmais.

Esta Associação foi criada a 7 de dezembro de 2016, altura em que passou a ter personalidade jurídica civil e canónica.

Igrejaaçores.pt

Documentário e Curta Metragem na RTP Açores

A RTP Açores transmite, nesta Páscoa, o documentário: Romeiros do Arcanjo – Heranças de Fé e a curta- Metragem: Uníssono, nos seguintes dias:

10 Abril  (sexta) 22:05 Romeiros do Arcanjo – Heranças de Fé

11 Abril (sábado) 21:05  Uníssono

12 Abril  (domingo) 19:26  Romeiros do Arcanjo – Heranças de Fé

          

ROMEIROS DO ARCANJO – HERANÇAS DE FÉ  

O Documentário da autoria de Fernando Resendes e Raul Resendes, faz um relato das romarias realizadas durante a quaresma na ilha de São Miguel e regista a variedade de costumes dos diversos ranchos, desde os trajes às forma de caminhar e de estar na romaria. Este trabalho foi encomendado pela Câmara Municipal de Lagoa para integrar a exposição duradoura no Núcleo Museológico da Casa do Romeiro, do Museu de Lagoa-Açores.
O documentário “Romeiros do Arcanjo – Heranças da Fé”, venceu o prémio Ayres d´Aguiar 2019

UNÍSSONO

Um ensaio cinematográfico, da autoria de Pepe Brix, sobre a importância do silêncio.
Uma narrativa sobre as coisas que brotam da pausa voluntária do tempo. Muito para além das paredes da Igreja, este é um retrato social do mundo rural açoriano, tornado a partir da maior manifestação de fé cristão nos Açores: as romarias quaresmais.

SEJAMOS ROMEIROS… FIQUEMOS EM CASA!

Que Quaresma estranha e, no entanto, tão própria! (Sessenta por cento ,33 Ranchos) cerca de 1500 Romeiros de São Miguel, por cidadania e dever cívico a bem da saúde pública, estão a fazer a sua romaria em casa. Sem Romarias, mas com romeiros. Sem caminhadas, mas com acolhimentos vários a que a distância não impede. Aprender, nos passos do tempo, a acompanhar as agruras de tantos irmãos que sofrem. Sentindo-as como nossas, não estão sozinhos no longo percurso da incerteza ansiosa e periclitante. A romaria não se manisfestou nas ruas, mas está a ser feita, desde casa, ao encontro do nosso único e grande Mestre, Jesus. Na insondável caridade que a oração produz. Nunca deixou de refluir em mim as palavras de D. António de Sousa Braga, a 11 de novembro de 2013: “Sejam autênticos e ativos”. A Liturgia do IV Domingo da Quaresma (primeiro da nossa romaria caseira) apela à bondade, justiça e verdade. Naturalmente, para conseguirmos vivenciar esta trilogia é necessária muita oração, porque, para podermos ser justos, verdadeiros e bons, temos de receber docilmente o que a oração nos capacita por Graça. Só com muita oração, amor ao irmão, concentração no que é importante, na promoção de atividades que elevem, na formação e ação dos nossos valores humanos e cristãos podemos concretizar os apelos que os bispos da Igreja nos fazem. Caso contrário, podemos enveredar por um certo farisaísmo: cumpridores de preceitos, mas sem doação interior e efetiva. A Caridade não é uma opção entre outras: é o que nos faz romeiros e cristãos. Envolvidos socialmente, atenuando as diversas carências dos nossos irmãos, saberemos que a nossa oração é verdadeira, justa e boa. Que as nossas Romarias Quaresmais sejam o retiro e a avaliação da nossa vida ao longo das outras cinquenta e uma semanas. Que “recarreguem as nossas baterias” para prosseguir sempre com espírito solidário, por que orante. Saibamos ser responsáveis a tão grandes dons. Que o Senhor nos abençoe e nos proteja a todos.

João Carlos Leite

Movimento de Romeiros de São Miguel

JORNAL A CRENÇA –  3 DE ABRIL DE 2020